RONDONOTICIAS terça-feira, 28 de janeiro de 2020 - Criado em 11/10/2001

Depois do Twitter, Google anuncia que limitará anúncios políticos

A empresa-mãe Alphabet colocará alguns limites aos responsáveis por anúncios políticos


Notícias ao Minuto

21/11/2019 15:27:57 - Atualizado


Com a campanha para as eleições presidenciais dos EUA em 2020 já a todo o vapor e depois do Twitter anunciar o bloqueio de anúncios políticos, chegou a vez da empresa-mãe da Google, a Alphabet, anunciar que colocará limites aos anunciantes no que diz respeito a este tema.

 Em uma publicação em blogue feita sobre o tema, a Alphabet informou que deixará de fornecer aos responsáveis por anúncios políticos determinados dados sobre os internautas. Entre esses dados estão a idade, o gênero e até a localização, pelo que ainda será possível exibir anúncios para pessoas que tenham lido determinada notícia ou visto um vídeo específico.

A medida começará por ser aplicada no Reino Unido, antes das eleições, no dia 12 de dezembro, na União Europeia antes do final de 2019 e no resto do mundo a partir de 6 de janeiro de 2020.


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.