RONDONOTICIAS segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020 - Criado em 11/10/2001

Juíza manda afastar vereador que havia voltado à Câmara depois de anular CPI

Presidente da Câmara já foi comunicado da decisão


Folha do Sul

24/10/2019 14:40:50 - Atualizado

VILHENA, RO - Em decisão tomada nesta quinta-feira, 24, a juíza Liliane Pegoraro Bilharva, da 1ª Vara Criminal de Vilhena, proibiu de exercer funções públicas, os vereadores Marcos Cabeludo (PH), e Wanderlei Graebin (PSC). Também determinou que o ex-vereador Júnior Donadon, hoje morando no Paraná, continue atuando como procurador do município.
 
Recentemente, Graebin (FOTO), que havia sido cassado por uma CPI em 2017, conseguiu anular o procedimento na justiça e reocupar sua cadeira na Câmara de Vilhena Cabeludo, alvo de outra CPI, estava afastado da Câmara, mas recebendo salários.
 
Instantes atrás, o presidente da Câmara, Ronildo Macedo (PV), foi intimado da decisão judicial. Mesmo com a ordem judicial para que ele afaste Graebin imediatamente e impeça o retorno de Cabeludo, o policial Civil Wilson Tabalipa (PV) não será convocado agora para reassumir. Ele perdeu a cadeira para Graebin.
 
A decisão da juíza é resultado de um pedido do MP, que recentemente denunciou um esquema de fraudes para a contratação de serviços na Câmara Municipal


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.