RONDONOTICIAS quarta-feira, 21 de outubro de 2020 - Criado em 11/10/2001

"Esquema iria se alastrar se não fosse implodido" diz Delegado da PF

O empresário não será indiciado por nenhum crime, porque ele, além de denunciar o esquema criminoso, estava sendo vítima do achaque


REDAÇÃO

Publicada em: 25/09/2020 16:41:22 - Atualizado

RONDÔNIA - Em entrevista coletiva online realizada na tarde desta sexta feria (25), em Ji-Paraná,  o delegado da Polícia Federal, Flori Júnior, que comandou a Operação "Reciclagem" que prendeu  quatro prefeitos e um ex-deputado em Rondônia, contou detalhes sobre a investigação, iniciada há um ano e dez meses.

DETALHES DA OPERAÇÃO:

Conforme o delegado, a Operação começou após um empresário, cuja identidade é mantida em sigilo,, procurou a PF para denunciar que estava sendo extorquido pelos prefeitos aos quais prestava serviços.

Segundo o delator, os mandatários exigiam propinas para pagar a prestação de serviços. A recusa em dar o dinheiro significaria que os municípios deixariam de honrar os compromissos com a empresa.

ONDE O ESQUEMA COMEÇOU:

Ainda conforme o delegado que presidiu os trabalhos, o empresário não será indiciado por nenhum crime, porque ele, além de denunciar o esquema criminoso, estava sendo vítima do achaque, que teria começado na cidade de Rolim de Moura.

RECOLHIDOS DOCUMENTOS, DINHEIRO E JÓIAS:

Em todas os municípios alvos dos mandados de buscas e prisões, os agentes da PF recolheram documentos, celulares e dinheiro em espécie e jóias. As prisões são preventivas, portanto, não existe prazo para a libertação dos acusados, que ainda não foram interrogados.

O ESQUEMA IA SE ESPRAIAR SE NÃO FOSSE IMPLODIDO:

Para o delegado  o delegado se o esquema não fosse implodido, provavelmente chegaria a várias cidades do Estado, e outros prefeitos poderiam acabar se envolvendo na corrupção. "As ações, no entanto, precisaram ser deflagradas nesta sexta feira, 25, já que havia provas contundentes contra os acusados. Tanto que a PF agiu por determinação de um desembargador do Tribunal de Justiça de Rondônia, que decretou as prisões", disse o Delegado.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br