RONDONOTICIAS quarta-feira, 5 de agosto de 2020 - Criado em 11/10/2001

Enfermeiro denuncia precariedade do Hospital de Guajará-Mirim

Propagandas do governo exibem nos jornais, que o Hospital Regional é exemplo de administração hospitalar perante ao combate da guerra bacteriológica...


mapping

Publicada em: 27/05/2020 08:08:45 - Atualizado

Enfermeiro Ronaldo Meneses do Hospital Regional, de Guajará-Mirim (RO), vem fazendo uma série de denúncias contra as precariedades e insalubridades oriundas da péssima gestão executiva estadual e municipal diante da ascensão da curva do Covid-19 na cidade que faz fronteira com a Bolívia. 

Propagandas do governo exibem nos jornais, que o Hospital Regional de Guajará-Mirim é exemplo de administração hospitalar perante ao combate da guerra bacteriológica. No entanto, falta gerador de energia elétrica, respiradores, equipamentos de proteção individual e etc.

Na manhã desta terça-feira (26), mais um vídeo foi ao ar na sua rede social exigindo dos órgãos de controle as manifestações urgentes do CREMERO COREN nas fiscalizações das dependências do Hospital Regional de Guajará-Mirim. 

Com a respiração ofegante, Meneses relata o desespero de toda a equipe médica e hospitalar desta unidade de saúde, que destaca constantemente a contaminação do novo Coronavírus de forma cruzada, ou seja, os infectados ficam na mesma ala daqueles pacientes que não apresentam sintomas. 

O efeito parafuso, assim o enfermeiro caracteriza o seu ambiente de trabalho no Hospital Regional de Guajará-Mirim, é mais perturbador quando surgem as oscilantes quedas de energia elétrica no hospital.

Outra observação do Enfermeiro Ronaldo Meneses, é em referência ao número alarmante de idosos infectados. Entretanto, o trabalhador da linha de frente de combate ao novo Coronavírus reivindica dos gestores em âmbito Municipal e Estadual, ação imediata de logística e infraestrutura para garantir as atividades laborais de toda equipe médica com absoluta segurança. 

As estatísticas da Organização Mundial da Saúde, advertiram o Brasil sobre a disseminação do Covid-19 nas cidades do interior dos 27 Estados. Em Rondônia, muitos vereadores já reclamam de municípios vizinhos que não adotam os métodos de vigilância sanitária mundial.

Os comentários na rede social do enfermeiro são de apoio incondicional ao colega de linha de frente e exigem até do Ministério Público do Estado de Rondônia uma apuração sobre as denúncias de Ronaldo Meneses.



MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br