RONDONOTICIAS domingo, 20 de setembro de 2020 - Criado em 11/10/2001

Felipe Simas rebate acusação e diz que não está sabotando Tiago Iorc

O músico alegou que o empresário estaria tentando atrapalhar sua carreira


Notícias ao Minuto

Publicada em: 15/06/2020 09:17:16 - Atualizado



O empresário Felipe Simas usou as redes sociais na noite deste sábado (13) para rebater as acusações feitas por Tiago Iorc, com quem rompeu, neste ano, uma parceria que durou uma década. Em vídeo postado mais cedo em seu perfil no Instagram, em resposta a desabafo da dupla Anavitória, o músico alegou que Simas estaria tentando atrapalhar sua carreira.

 Em live transmitida na noite de sexta (12), a cantora e compositora Ana Caetano disse, sem citar o nome de Iorc, que o amigo que a ajudou a escrever "Trevo (Tu)" as estaria impedindo de regravar uma versão da faixa que integrou o primeiro álbum do duo, lançado em 2016. "Me dói muito isso acontecer. Eu espero que os caminhos dessa música nunca sejam interrompidos. E eu espero que essa pessoa receba essa mensagem porque é com todo o meu coração e todo o meu amor", disse Ana.

"O escritório que gerencia a carreira de vocês, que é o escritório com o qual eu trabalhava, vem repetidamente sabotando o meu trabalho, agindo de má-fé, para me prejudicar, realmente, causando danos inclusive financeiros", disse Tiago em seu comunicado, argumentando que estava apenas revendo seus direitos autorais sobre a criação.

No início de thread publicada no Twitter, Simas afirma que considera "gravíssima" a acusação pública de Tiago Iorc: "Assuntos assim devem ser tratados na Justiça", disse o empresário, afirmando que Tiago fez censura ao lançamento da versão ao vivo da música e que "ele diz que isso deveria ser um assunto privado mas, curiosamente, se nega a dialogar com Ana e Vitória há mais de dois anos". Simas argumenta também que liberar uma música não significa abrir mão dos direitos autorais sobre ela, mas sim apenas autorizar seu lançamento: "Como resultado, todos os autores são recompensados igualmente pela performance da música".

Quanto à afirmação de Tiago de que a "atitude impensada" de Ana de tornar o desentendimento público indicaria que ela não saberia, "da missa, a metade", Simas diz que "elas sabem, sim, da missa inteira e de tudo mais" e pede para o músico não as subestimar. "As questões profissionais de Tiago Iorc comigo não deveriam servir de motivação para ele prejudicar o trabalho de Anavitória. Censurar um artista de interpretar sua própria música é um ataque à arte", defende.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br