RONDONOTICIAS quinta-feira, 29 de outubro de 2020 - Criado em 11/10/2001

Ambientalistas tentam salvar animais em chamas no Mato Grosso

O Parque do Encontro das Águas tem 110 mil hectares, metade já foi atingido pelo fogo. Agora, os bombeiros lutam para criar uma zona livre das chamas.


G1

Publicada em: 12/09/2020 21:55:06 - Atualizado


BRASIL: Ambientalistas estão resgatando animais em um santuário ecológico do Pantanal, que está queimando há mais de uma semana em Mato Grosso.

O Tuiuiú, pássaro símbolo do Pantanal, se refresca em mais um dia de calor acima dos 40ºC. Próximo ao rio, a onça se arrasta.

Uma força-tarefa foi montada para resgatar o animal. E acabou encontrando uma outra onça com ferimentos provocados pelo fogo. Ela foi levada no helicóptero da Marinha até o aeroporto de Cuiabá e transferida para a Universidade Federal de Mato Grosso.

O Parque do Encontro das Águas, onde a onça foi resgatada, tem 110 mil hectares. Metade já foi atingido pelo fogo. Agora, os bombeiros lutam para criar uma zona livre das chamas.

“Nós estamos construindo um aceiro, que vai estabelecer uma área em torno de 20 quilômetros quadrados para que se torne uma ilha para que os animais possam fugir para esse local. Vamos ficar no entorno dessa ilha defendendo toda e qualquer frente de fogo que possa ameaçar esse local”, destaca o coronel Paulo Barroso, Corpo de Bombeiros- Mato Grosso.

Quanto mais se navega e avança pelo Rio Cuiabá Porto Jofre, se percebe que a fumaça fica cada vez mais densa. Mesmo de máscara, é muito difícil de respirar e ficar com os olhos abertos.

Segundo estimativa do Ibama, 25% do Pantanal já foram consumidos pelo fogo em Mato Grosso.

“Há voluntários, há ONGs, e o próprio estado, setores para poder acolher e tentar resgatar e cuidar desses animais atingidos nem que seja com água ou alimentação”, diz Felipe Saboia, bombeiro.


MATÉRIAS - DENÚNCIAS - VÍDEOS - FOTOS

Fale com a redação do Rondonotícias redacao@rondonoticias.com.br