RONDONOTICIAS sexta-feira, 23 de agosto de 2019 - Criado em 11/10/2001

Renovação à vista


Por Valdemir Caldas

21/05/2019 12:22:52 - Atualizado

Muita água ainda vai correr debaixo da ponte, até que se conheça quem será o novo prefeito de Porto Velho. Quem pensa que já viu tudo, certamente terá surpresas. O observador mais atento às coisas da política e ao qual a memória ajuda, porém, terá muito pouco com o que se assustar. Com a popularidade do prefeito Hildon Chaves descendo a ladeira, o deputado federal Léo Moraes se apresenta, aos olhos de muitos, como forte concorrente ao posto ocupado pelo tucano.

O nome do vereador Aleks Palitot vem crescendo no conceito da opinião público, fruto de sua postura irretorquível, dentro e fora do parlamento, o que faz aumentarem suas probabilidades de disputar o pleito.  Destaque nas eleições de 2018, a vereadora Cristiane Lopes teve mais de 20 mil votos para o cargo de deputado federal. Só na capital foram quase 19 mil, desbancando, inclusive, políticos tradicionais. Não é sem motivo que ela figura entre os pretensos candidatos à prefeitura.

Com relação à composição da Câmara Municipal de Porto Velho, se confirmados os resultados das recentes enquetes realizadas pelo jornal eletrônico Rondoniaovivo, é certo que a renovação chegará aos oitenta por cento. Consciente disso, já tem gente falando em pendurar a chuteira, uma espécie de saída honrosa. Na verdade, é o medo de ser escalpelado nas urnas. E não é sem motivo. O cidadão passou a maior parte do tempo dizendo amém a tudo que partiu do palácio, mesmo que isso implicasse em prejuízo à população, agora só resta-lhe deixar-se para ser enterrado.

A possível entrada de Aleks Palitot e Cristiane Lopes no páreo pela prefeitura da capital é uma prova evidente de que o velho modelo de vida politica municipal esvaziou-se de conteúdo e de força interior, já não mais correspondendo à realidade dos nossos tempos. Porto Velho precisa renovar-se politicamente. Recebemos uma herança amarga, repleta de erros, egoísmos e ambições. Não podemos ficar parados no tempo, vendo as coisas acontecerem e não fazendo absolutamente nada. Pelo contrário, precisamos lutar, com todas as nossas forças, para retirar a nossa cidade das trevas do atraso, dizendo um sonoro não ao emocionalismo barato, com seu discurso recheado de falsidade.

Espera-se que as eleições do próximo ano sejam o divisor de águas na história do município de Porto Velho, ao mesmo tempo em se constitua num evento politico da maior importância e capaz de despertar o maior interesse. A final é o destino de milhares de pessoas que estará em jogo.



*O Rondonoticias informa que as colunas são de inteira responsabilidade de seus autores


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade.